ATÉ 10 DE FEVEREIRO VOTAÇÃO ONLINE OBRA DO ANO CATEGORIA EDIFÍCIO PÚBLICO E PAISAGEM

ATÉ 10 DE FEVEREIRO VOTAÇÃO ONLINE OBRA DO ANO

CATEGORIA EDIFÍCIO PÚBLICO E PAISAGEM

No âmbito de uma iniciativa promovida pelo website Archdaily, tido como um dos sites de arquitetura mais vistos do mundo, encontra-se a decorrer a votação online para a para a eleição da Obra do Ano, na categoria de Edifício Público e Paisagem.

Entre os nomeados está o edifício sede do Observatório da Paisagem da Charneca, no Gaviãozinho, Chamusca.

O Observatório da Paisagem da Chamusca, criado em 2015, surgiu da necessidade de dar a conhecer a paisagem da Charneca e promover a comunicação entre pessoas e entidades interessadas em temas relacionados com a Charneca do Tejo.

Entre as iniciativas já implementadas destacam-se a realização de visitas de estudo de escolas, o acolhimento de visitas de estudo de várias instituições universitárias e visitas de instituições locais, bem como a realização de vários eventos públicos, como o Dia da Paisagem, em 2018, e dois Dias Abertos e o Dia da Paisagem em 2020.

Este Observatório promove ainda outros encontros que mobilizam diversas entidades com interesses na paisagem para partilha de experiências e estabelecimento de estratégias comuns. O seu trabalho foi já divulgado em diferentes fóruns nacionais e internacionais, com apresentação de comunicações sobre a sua atividade.

Este ano foi selecionado para a obra do ano na categoria de Edifício Público e Paisagem. Será premiada a obra mais votada em cada categoria, pelos utilizadores do site.

Após efetuar registo, poderá votar neste projeto aqui até ao dia 10 de fevereiro.

Conheça ainda os outros projetos em concurso.

Prémio Municipal de Arquitetura e Arquitetura Paisagista Manuel Gomes da Costa

Encontra-se a decorrer o concurso para atribuição do “Prémio Municipal de Arquitetura e Arquitetura Paisagista Manuel Gomes da Costa” cujas candidaturas deverão ser formalizadas entre 1 de fevereiro e 31 março de 2021.

Esta iniciativa tem como objetivo promover e incentivar a qualidade arquitetónica, a dignificação da imagem urbana, a valorização e distinção das obras mais relevantes a nível municipal, bem como a salvaguarda do património do concelho. Com a atribuição deste prémio o Município de Faro pretende-se reconhecer publicamente o mérito projeto, do autor, ao promotor e ao construtor.

Podem concorrer entidades públicas e privadas e os autores dos projetos de arquitetura e arquitetura paisagista das obras que tenham obtido a correspondente autorização de utilização nos anos de 2017 a 2020, nas seguintes secções:

• Obra de construção;

• Obra de reabilitação;

• Espaços exteriores.

O regulamento do prémio (Regulamento n.º 1034/202, publicado no Diário da República n.º 226/2020, Série II de 2020-11-19) pode ser consultado no sítio da internet do Município, http://www.cm-faro.pt , ou no sitio do Diário da República em https://dre.pt/

A colocação de dúvidas ou pedido de esclarecimentos deverá ser efetuado por escrito, por correio ou, ainda, por correio electrónico, através do endereço dotru.diu@cm-faro.

Prémio Nacional da Paisagem 2020

Prémio Nacional da Paisagem 2020 foi atribuído, em Cerimónia Pública, à candidatura apresentada pela Câmara Municipal de Moura, «Uma Paisagem de referência na Raia - A Herdade da Contenda». O Júri considerou “o projeto exemplar ao nível das políticas e medidas desenvolvidas que, ao longo do tempo, permitiram a recuperação e revitalização de uma paisagem descaracterizada, tornando-a sustentável, multifuncional e de elevado interesse do ponto de vista cénico”. O Júri reconheceu “a maturidade do projeto, manifesta na adoção concertada e continuada de ações de gestão dirigidas à recuperação de áreas degradadas com recurso a espécies autóctones e práticas ambientalmente sustentáveis”. Reconheceu ainda que “a valorização da paisagem nas suas várias vertentes foi incorporada nos instrumentos de gestão e que o projeto regista uma cooperação entre várias instituições”. Paralelamente, considerou que a Herdade da Contenda “constitui também um espaço privilegiado para sensibilização da sociedade para o valor da paisagem”.

Foram ainda atribuídas menções honrosas às seguintes candidaturas:

«A paisagem do Freixo do Meio que a luz da agrofloresta ilumina», apresentada pela Câmara Municipal de Montemor-o-Novo, pela qualidade na abordagem à gestão de uma paisagem agrícola. O projeto “constitui um exemplo ao nível da preservação dos ecossistemas através da produção alimentar sustentável que incorpora ainda uma componente social e científica”.

«Fajãs de São Jorge», apresentada pela Região Autónoma dos Açores, pela “excelência das políticas e medidas implementadas pelo Governo Regional dos Açores, as quais asseguraram, de forma sustentada, o resgate da relevância social e económica daquele território e permitiram travar o processo de abandono e degradação daquele território, contribuindo para a recuperação e consolidação de uma paisagem única”.

«A Estratégia da Paisagem na Revisão do PDM de Braga», apresentada pela Câmara Municipal de Braga, pelo facto de ser “uma iniciativa inspiradora e percursora da integração da componente paisagem no processo de planeamento municipal, verificando-se que a consideração da paisagem no processo de revisão do PDM permite definir objetivos de qualidade paisagística e identificar ações para a materialização das medidas concorrentes à sua proteção, gestão e ordenamento”.

A 3ª edição do Prémio Nacional da Paisagem registou a receção de 25 candidaturas, 17 da iniciativa de câmaras municipais, 3 provenientes de associações de Municípios, 4 de associações sem fins lucrativos e 1 da Região Autónoma dos Açores. 

O vencedor deste prémio será o candidato nacional ao Prémio da Paisagem do Conselho da Europa 2021, que já vai na sua 7.ª edição e que tem por objetivo distinguir a implementação de uma política ou de medidas (de proteção, gestão e/ou ordenamento da paisagem) sustentáveis e que constituam uma boa prática de sensibilização e participação pública. 

Páginas

Subscreva Política Nacional de Arquitetura e Paisagem RSS
X